VírusSeparados da classificação entre reinos, são simples e formados por uma cápsula proteica (capsídeo), que envolve o seu material genético, que pode ser RNA ou DNA, de acordo com o tipo de vírus. Esse conjunto forma o nucleocapsídeo. Os materiais genéticos DNA/RNA são estudados dentro da biologia molecular, assim como a interação entre eles e a síntese proteica.

São menores que as células conhecidas e somente visíveis a microscópio. Alguns deles são chamados de envelopados, pois contém um envelope proteico proveniente da membrana plasmática da célula hospedeira, contendo uma ou mais capas proteicas. Um exemplo é o vírus do HIV. Ele é um vírus de RNA e possui moléculas inativas de certas enzimas em seu interior.

“Geralmente, o grupo de células que um tipo de vírus infecta é bastante restrito, e a infecção viral começa com a adesão da proteína viral, presente no envoltório, à proteína receptora na membrana plasmática da célula hospedeira. São as moléculas de proteínas virais dos envoltórios que determinam qual tipo de célula o vírus irá infectar.” Biologia - volume único/ Sônia Lopez e Sérgio Rosso - 1 ed. - São Paulo: Saraiva, 2005.

  • Bacteriófago Bacteriófagos – vírus que infectam bactérias sendo os mais estudados os que afetam a bactéria intestinal Escherichia coli, conhecidos como fagos T.
  • Vírus de plantas – possuem, geralmente, como material genético, o RNA, sem envelope, mas existem vírus, sem envelopes de DNA e envelopados de RNA. Uma grande descoberta de Wendel Stanley 1904 – 1971, no ramo da Virologia, ciência que estudo dos vírus, deu uma grande contribuição para os estudos realizando trabalhos sobre o vírus do mosaico do tabaco (TMV).

A planta infectada adquire manchas verde-claras ou amarelas de vários tamanhos, recebendo o prêmio Nobel de Química, em 1946, cujas consequências verificou-se que as plantas infectadas crescem menos do que as sadias.

Vírus de animais – podem ser de DNA ou RNA, envelopados ou não. Introduzem o seu ácido nucleico nas células dos animais iniciando a infecção. Se o vírus for envelopado o material, incorpora-se na membrana plasmática da célula hospedeira, no interior da célula a cápsula se rompe injetando o material.

As doenças provocadas pelos vírus: AIDS, catapora, dengue, gripe, febre amarela, e