Cachorros GêmeosQuando olhamos para dois cachorros idênticos, será que eles se diferenciam quanto à classificação? E quando olhamos para um cão e um lobo? É isso que iremos descobrir agora! Os cães, de acordo com registros históricos, são descendentes da subespécie do lobo, Canis lupus lupus. As teorias afirmam que ele é um animal muito antigo.

No nosso mundo, existe uma variedade de elementos que podem ser classificados de acordo com determinados critérios. Esta variação e diversidade de espécies foi e ainda é, um desafio para os cientistas.

A classificação dos seres vivos surgiu há muito tempo. Desde as descobertas do suíço Gaspard Bauhin até a sua consumação por Carl Von Linné, no século XVIII, ela tem sido muito importante na definição dos nomes das espécies conhecidas.

Atualmente, podemos observar que, ao longo do tempo, o ser humano criou sistemas de classificação em todos os lugares: no supermercado, na farmácia e em muitos outros ambientes, houve a necessidade de catalogar os elementos. Essa necessidade mudou a maneira como os pensadores entendiam a diversidade de seres vivos e surgiu uma corrente filosófica, chamada fixismo, que garantia que os seres humanos não poderiam mudar sua forma atual através do tempo.

Essa corrente gerou críticas e fez com que Charles Darwin e Alfred Russel Wallace, dois pesquisadores ingleses, mudassem essa teoria, com suas ideias sobre Teorias da Evolução. Suas ideias foram aceitas pela comunidade científica e, a partir delas, os estudos sobre a origem da vida foram ampliando.

Os seres vivos, também, recebem uma classificação. O nome que se dá ao sistema de classificação dos seres vivos é chamada de taxonomia. Ela classifica todos os grupos ou reinos de acordo com suas características comuns. Classificar não é algo tão fácil como parece. Uma série de fatores e critérios são abordados para isso.